Pará contará com seis sistemas de abastecimento de água no município de Soure, no Marajó

Pará contará com seis sistemas de abastecimento de água no município de Soure, no Marajó

O governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Obras Públicas (SEOP), anuncia que está realizando obras de construção de sistemas de abastecimento de água em diversos municípios das 12 Regiões de Integração.

Na região do Marajó, especificamente em Soure, serão construídos seis sistemas de abastecimento de água. Esses sistemas beneficiarão as comunidades do Bairro Novo, Matadouro, Bom Futuro, Tucumanduba, Umirizal e São Pedro, alcançando aproximadamente 5.400 mil moradores. Essa iniciativa é fruto de uma parceria entre o Governo do Pará e a prefeitura local.

Uma pesquisa realizada pela consultoria GlobeScan mostra que 81% dos brasileiros estão muito preocupados com a escassez de água potável. O percentual é bem acima da média mundial de 58%.

Segundo o diretor-presidente e fundador do Instituto Água Sustentável, Everton Oliveira, a utilização da água no Brasil é feita de maneira equivocada e pode levar a graves problemas nos próximos anos.

“Nós usamos os recursos de forma insustentável por dois motivos. Um, porque nós usamos os recursos, trocamos ele de lugar, ou seja, eu pego a água de um determinado lugar e não necessariamente eu retorno para o mesmo lugar. E segundo que a gente usa a água e, ainda assim, nós degradamos. A qualidade melhor, da água original, fica piorada. Nós estamos tendo duas frentes, uma em quantidade, ou seja, na sua distribuição e localização, que é insustentável, e outra na sua qualidade”, afirmou.

Cada sistema de abastecimento contará com reservatórios com capacidade de cerca de 15 mil litros, além de uma rede básica de distribuição. As etapas atuais da obra incluem a captação de águas brutas, construção de reservatórios elevados, instalação de uma casa de administração, urbanização da área do reservatório, implementação da rede de distribuição e sistema de coloração. Essa infraestrutura tem como objetivo proporcionar acesso a recursos hídricos para consumo e uso, garantindo a segurança alimentar, promovendo a sustentabilidade, o crescimento e o desenvolvimento local, além de auxiliar no combate a doenças endêmicas decorrentes da falta de saneamento básico.

Fonte : Brasil61.com

Rolar Para Cima