Seduh apresenta balanço preliminar do Pdot

Seduh apresenta balanço preliminar do Pdot

Das oficinas voltadas aos segmentos da sociedade, as que tiveram maior adesão foram as que discutiram áreas de regularização de interesse Social (Aris), com 201 pessoas

A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh) apresentou um balanço preliminar das 54 oficinas participativas promovidas até o momento para discutir a revisão do Plano Diretor de Ordenamento Territorial (Pdot). Ao todo, serão 55 eventos até este sábado (16), quando a última oficina abordará o Plano Piloto, às 9h, na Escola Parque 308 Sul.

Conforme o levantamento mostrado em reunião na noite de quarta-feira (13), as oficinas por região administrativa (RA) que tiveram a maior participação da população foram SCIA/Estrutural, com 549 pessoas; Jardim Botânico (250), Riacho Fundo (200), Taguatinga (193) e Park Way (190).

Participação

Das oficinas voltadas aos segmentos da sociedade, as que tiveram maior adesão foram as que discutiram áreas de regularização de interesse Social (Aris), com 201 pessoas; regularização fundiária urbana, com 168; meio ambiente e recursos hídricos, com 119; população em situação de rua, com 117, e regularização fundiária rural, que reuniu 115 participantes.

Também foram apresentados aos integrantes do CGP o calendário das próximas reuniões do comitê para 2024, aprovado pelo colegiado, e o detalhamento da metodologia de sistematização dos dados recolhidos durante as oficinas.

“Terminamos o ano muito satisfeitos e com o sentimento de dever cumprido”, afirmou o coordenador de Planejamento e Sustentabilidade Urbana da Seduh, Mário Pacheco. “Já fizemos 54 eventos, com mais um para concluir, com a expectativa de encerrar 2023 alcançando o objetivo de conduzir um processo de revisão do Pdot alinhado com o CGP como um todo.”

A Seduh também tem recebido as contribuições da população para a revisão do Pdot por meio de um formulário virtual de participação individual, disponível neste link, e pelas reuniões livres, organizadas pela própria comunidade. O prazo para o preenchimento dos formulários vai até o dia 31 deste mês. Já o envio das contribuições pelas reuniões livres se encerra em 31 de março de 2024.

Aproveitamento

A representante da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Brasília (FAU-UnB), Carolina Pescatori, elogiou o esforço da equipe da Seduh para organizar todas as oficinas participativas: “Temos que deixar registrado como o trabalho está sendo muito bem-desenvolvido no compromisso com essas mais de 50 oficinas. É um esforço que vai reverberar em metodologias importantes.”


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Por sua vez, o representante do Movimento Andar a Pé, Benny Schvarsberg, lembrou: “Foi feito um enorme esforço metodológico e até físico, de esgotamento, que é muito meritório e deve ser reconhecido. Também acho que houve uma contribuição muito efetiva dada pelo CGP, sobretudo porque teve receptividade [da Seduh]. Do meu ponto de vista, encerramos um ciclo fundamental, que é o de construção coletiva da leitura comunitária.”

O CGP voltará a se reunir em 31 de janeiro, às 14h30, na sede da Seduh, para continuar os debates sobre a metodologia e o calendário de atividades.

As informações são da Agência Brasília


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Fonte e Artigo Original Clica Aquí No jornaldebrasilia.com.br/brasilia/

Rolar Para Cima